#EmsNews - Notícias escola mineira de segurança

Curso de formação de vigilantes: A importância do treinamento de vigilante armado

Dado o cenário do aumento de violência nas cidades brasileiras, as empresas têm contratado cada vez mais o serviço de segurança privada. De acordo com o anuário de segurança pública 2016, o Brasil ultrapassou a Síria na quantidade de vítimas de morte violentas intencionais (o que envolve crimes de latrocínios) no período de 2011 a 2015.

Porém, é importante saber que este é um segmento em que atuam também empresas de segurança privada inidôneas e clandestinas, expondo a contratante do serviço à uma série de riscos.

Avaliação de riscos na segurança patrimonial e privada

Um dos principais riscos na segurança é contratar pessoas sem formação de vigilantes, inexperientes e amadoras – às vezes até de outras áreas – para atuarem como segurança particular armado, colocando em risco a vida de todos os envolvidos.

Isso acontece porque o vigilante despreparado pode não estar de acordo com as normas de treinamento e atualização exigidas ao profissional de segurança patrimonial regulamentado, e estes requisitos são obrigações para as empresas de segurança privada legalizadas.

Quais são os deveres do vigilante conforme portaria?

De acordo com o Guia do Contratante de Empresas de Segurança, os vigilantes contratados devem ter o Curso de Formação de Vigilantes e a Carteira Nacional de Vigilante – que é expedida pelo Ministério da Justiça – para atuarem dentro da lei.

Confira mais informações sobre “Registro de Certificado de formação de Vigilante”
São essas exigências legais que diferenciarão os profissionais de amadores e que expõe as diferenças de um serviço seguro e competente a danos inimagináveis à vida dos próprios vigilantes e ao patrimônio. É durante o curso que os profissionais de segurança aprenderão a atuar de forma preventiva – evitando ao máximo o uso da arma de fogo – aulas sobre legislação e direitos humanos, armamento e munição, defesa pessoal e outras disciplinas que ajudarão a formar o profissional adequado para essa atividade.

É apenas com o curso de segurança armada e o certificado de vigilante que o profissional estará apto a exercer as devidas funções e atuará evitando e reduzindo a violência.

Fonte:Security
Leia mais: https://goo.gl/t14Bo2

Comments are closed.